Me dedico a realizar conexões poéticas focando na regeneração humana e na expansão de conhecimento.

Sempre senti um grande incômodo no viver. Desde criança fiz terapia e fui notando que havia um lugar de acolhimento que me ajudava a atravessar os condicionamentos e tristezas do dia a dia.

 

Me apaixonei pelas artes, estudei teatro amador, pensei em ser ator, mas acabei chegando ao cinema. Me graduei em Comunicação Social pela FAAP-SP e embarquei nas ilhas de edição, buscando sempre a melhor maneira de contar uma história.

Após alguns anos de análise, lidando com os conflitos do meu ser,  descobri o candomblé congo-angola e as religiões afro brasileiras. Algo novo estava se abrindo, uma nova comunicação com Deus e com a natureza, que eu não havia experimentado na minha herança judaica. Aprendi muito sobre fé com minha avó, minha mãe e minha cuidadora na infância, mas não sabia como falar com e criadore.

Depois de passar pelo meu preconceito e das pessoas que estavam ao meu redor, senti um forte chamado dos inkises (orixás) a me iniciar e assim foi feito.

A natureza voltou a falar comigo, ou melhor, eu voltei a falar com ela.

O modo de vida da edição de cinema se desgastou, passava horas sentado numa sala escura fechada, praticamente sem respirar ar puro e sem ver a luz do sol. Forte dores de cabeça me levaram a buscar um maior cuidado com minha saúde. Acabei conhecendo um curso chamado Gaia Education, e descobri ali o universo das ecovilas e terapias, me apaixonei.

Mais uma vez fui resgatado! Fiz toda a formação e saí graduado

Designer para Sustentabilidade.

Mas não parou por aí, a necessidade em me aprofundar era forte e decidi me dedicar as terapias. Fiz uma formação em Cura Interior-Alinhamento Energético e depois o segundo nível em Fogo Sagrado-Alinhamento Energético. Nessa época também frequentei círculos sagrados de xamanismo brasileiro e norte americano.

Até que um belo dia (!) conheci as Constelações Familiares e disse "epa! esse negócio é muito forte e muito bom! eu quero aprender a fazer isso também!". Estudei com o Ricardo Mendes (Iralem) e após dois anos e meio estava formado como Constelador Familiar.

Um burburinho estava rolando no Rio de Janeiro, onde morava na época, sobre uma ecovila e uma comunidade chamada Piracanga. Me joguei de cabeça e novamente me encantei por aquele novo universo, fiz todas as formações possíveis e me tornei mestre em Reiki Essencial, Leitor de Aura e Professor de Meditação das Rosas. Com partes da formação feita na Bahia e parte em uma linda comunidade na Argentina chamada Umepay, onde tive a sorte de morar algumas semanas.

Fundei junto com minha mãe o restaurante vegetariano e espiritual Vila das Rosas. Percebi que eu gosto bastante de pensar em como as organizações (empresas, governos, ongs...) tem grandes chances de mudar o mundo. E ali aprendi na pele sobre empreender e lidar com os desafios que chegam nesse ramo.

Nos passos do meu caminho espiritual, me aproximei da medicina nativa e tradicional dos povos ameríndios chamada Ayahuasca/Uni.

Tinha muito medo do que isso poderia me trazer e como lidar com tudo o que seria aberto tomando esse chá. Mas fui mais uma vez muito bem guiado e abençoado a conhecer o Santo Daime. Um bálsamo da floresta que me ajuda diariamente a lembrar quem sou e o que vim fazer aqui.

Ofereço em meus trabalhos uma integração de todas essas experiências, sendo sempre fiel às técnicas, mas principalmente às necessidades de cada um.